COMUNICADO BTCC

A BTCC informa que reduziu o efetivo de funcionários em operação no sentido de preservar a saúde e bem-estar dos seus colaboradores, familiares e sociedade em geral quanto à pandemia do coronavírus. A empresa acrescenta que faz um apelo público para que a população, ao entrar em contato com o call center, não selecione opção de falar com um atendente humano e que dê preferência às opções de solução via atendimento automático disponíveis no menu. Outra alternativa para não buscar atendimento humano em call center é recorrer aos canais digitais das empresas que possuem aplicativos, sites e assistentes virtuais para atendimentos, vendas e reparos, opções estas já amplamente difundidas entre as empresas e ao alcance de qualquer usuário de serviços de telecomunicações.

Adoção de trabalho com efetivo reduzido, minimizando aglomerações nas centrais de atendimento, permite o cumprimento das orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS), Ministério da Saúde e Agência Nacional de Vigilância Sanitária, além de secretarias estaduais e municipais de saúde, para estabelecimento de regras de conduta em locais de manutenção de prestação de serviços essenciais para a sociedade em caso de calamidade.

Mesmo com contingente reduzido, a BTCC reforça seu compromisso na manutenção dos serviços essenciais de telecomunicações prestados à população no país, pois assegura que serviços prioritários funcionem normalmente, como a comunicação de hospitais, bombeiros, polícia, mercados, residências, casas de repouso de idosos, entre outros.

Em nossos call centers, foram implementadas ainda as seguintes medidas alinhadas com as recomendações das autoridades sanitárias para garantir a segurança de nossos colaboradores, como:

  • Intensificação da higienização dos ambientes comuns e postos de trabalho individuais
  • Disponibilização de álcool em gel nos ambientes de trabalho
  • Monitoramento constante e diário do estado de saúde dos empregados, que ao menor sinal de mal-estar são aconselhados a se retirar do ambiente de trabalho e encaminhados ao serviço médico
  • Intensificação dos turnos de desinfecção e limpeza ocorrendo diversas vezes ao longo do dia
  • Alteração do layout intercalando as posições de atendimento
  • Alternância de uso de estações de trabalho, com atendentes com lugares fixos no turno da manhã e tarde, impedindo compartilhamento de equipamentos
  • Uso do home office nas áreas em que é possível do ponto de vista técnico e a realização de trabalho remoto
  • Adoção de férias pelos trabalhadores com 60 anos ou mais, com doenças cardíacas, diabete ou outras doenças graves e gestantes
  • Desenvolvimento de app educativo com informações sobre o Covid-19
  • Criação de canal de atendimento interno para receber reclamações, denúncias, sugestões ou solicitações de qualquer natureza de seus funcionários em relação às medidas de combate ao Covid-19.

O setor de call centers no Brasil executa atividades de contato por telefone e meios digitais, para que cidadãos possam fazer uso de serviços de Saúde, Segurança, Telecomunicação, Energia e de informações em geral, inclusive do próprio Governo e de autoridades de saúde, entre outros. Esta atividade evita o deslocamento e aglomeração em transportes públicos e viabiliza o isolamento ou a quarentena domiciliar já adotada nos estados.

A BTCC esclarece que está atenta à evolução da situação do coronavírus no país e pronta para tomar medidas mais restritivas para proteger seus colaboradores em caso de determinação das autoridades sanitárias. Neste momento de calamidade pública, a empresa ressalta a importância do funcionamento pleno de todo o sistema de telecomunicações para dar tranquilidade e segurança à população brasileira. A interrupção ou a paralisação de qualquer uma das áreas que compõem o sistema de telecomunicações poderá resultar em prejuízo irreparável e irreversível em razão do colapso que poderá causar na prestação dos serviços.